Geral

Economia com pedreira será de até 70% em Atalanta

A administração decidiu alugar um terreno para extrair cascalho ao invés de comprar em outras cidades.

Economia com pedreira será de até 70% em Atalanta Foto: Divulgação

 

A administração de Atalanta decidiu alugar um terreno para poder explorar uma pedreira na localidade de São Miguel. O aluguel vai custar por mês R$1.600,00, mas através da locação o munício espera economizar de 50% a 70% do total gasto todos com a compra e transporte de pedras que até então eram adquiridas de uma empresa em Agrolândia. O material é usado para a manutenção de mais de 200 quilômetros de estradas.

De acordo com o prefeito, Juarez Miguel Rodermel, o Sassá, o município já conseguiu todas as licenças ambientais necessárias e a exploração vai iniciar nos próximos dias.

 

“Hoje para irmos buscar pedra é longe e gastamos em média 300 cargas por mês, o que representa cerca de R$25 mil por mês porque a necessidade de pedra é muito grande, principalmente após as chuvas. Com a exploração dessa pedreira vamos diminuir os custos de forma muito significativa. Vamos economizar no mínimo 50% desse valor, mas pode chegar até 70% e o pagamento desse aluguel acaba sendo muito viável”

 

Ele afirma afirmou ainda que qualidade do cascalho que pode ser extraído no local é outro diferencial porque a jazida é composta por saibro de ótima qualidade e que as pedras extraídas de lá possuem uma perfeita aplicação na pavimentação das estradas vicinais, garantindo até maior durabilidade. “A pedra lá é muito melhor e temos certeza que essa mudança vai beneficiar toda a comunidade”.

Sassá contou também que hoje apenas 20% das estradas estão em boas condições e que na área de 20.000 m² que fica a oito quilômetros do Centro, será instalado ainda um britador.

 

“Terminamos o ano de 2018 com nossas estradas todas em dia, mas as chuvas fortes estragaram tudo e se conseguirmos picar a pedra, vamos poder arrumar todas novamente e com um custo bem menor, o que vai possibilitar uma melhor qualidade de vida para toda a comunidade”, completou.

 

Na pedreira a intenção é instalar depósitos de materiais britados, pátio para monitorar máquinas e equipamentos, local para guardar materiais, refeitório e sanitários para servidores da Secretaria de Obra.

 

Desafio é melhorar todos os setores

Para o prefeito, com iniciativas como essa que garantem mais economia, a administração consegue melhorar outros setores que também precisam de investimentos. Ele conta que o desafio de 2019 é garantir mais médicos para a Saúde e realizar outras obras prioritárias como pavimentação de ruas entre outras.

 

“Sabemos que não é fácil, mas trabalhamos para melhorar a qualidade de vida da comunidade como um todo e com responsabilidade temos conseguido manter todas as contas em dia, assim como o pagamento dos funcionários. Claro que ainda temos o que melhorar, mas estamos conseguindo”

 

Por Helena Marquardt

Diário do Alto Vale

Outras Notícias