Geral

Bancos chamam a atenção para golpes com cartões durante o Carnaval

Instituições alertam sobre os golpes mais comuns e explicam como o cliente pode evitar ser enganado

Bancos chamam a atenção para golpes com cartões durante o Carnaval Diogo Zanatta / Especial

Várias instituições bancárias estão enviando alertas para que os brasileiros não caiam em golpes durante a folia de Carnaval.

Através de mensagens por celular ou de publicações nas redes sociais, bancos como o Santander, o Itaú e o Bradesco pedem que seus clientes tomem cuidado ao fazer compras com cartão, para não serem enganados por fraudadores.

A Federação Brasileira dos Bancos (Febraban) também se juntou ao esforço. No Twitter, postou uma marchinha de Carnaval para avisar: "Ô abre os olhos ou vão te enganar/Peço licença para poder desabafar/Trocaram meu cartão, ó, pobre de mim".

Usuários desavisados têm caído em uma série de golpes envolvendo cartões. Em um deles, o vendedor entrega a máquina sem ter digitado o valor da compra. Distraído, o consumidor põe a senha, que fica visível no aparelho. Para completar o logro, o vendedor devolve um outro cartão, que não o do cliente. Fica, assim, com o cartão e a senha do consumidor.

Na redes sociais, o Itaú orientou os clientes a conferir seu nome no cartão, antes de guardá-lo: "Esse golpe está mais na moda que fantasia de unicórnio", diz a mensagem postada pelo banco.

O Santander também chamou a atenção para um outro tipo de fraude, a chamada venda dupla. Nessa modalidade, o fraudador mente, dizendo que a transação não deu certo. Pede então que cliente digite de novo a senha, em uma máquina diferente.

Os bancos aconselham ficar sempre de olho na máquina durante a transação, verificar o valor, assegurar-se de que a senha digitada não está visível e conferir se o cartão que lhe devolvem é mesmo o seu.

Outras Notícias