Polícia

Arma falha quatro vezes e mulher escapa de tentativa de feminicídio em Blumenau

O suspeito ainda teria agredido a mulher com socos e chutes

Arma falha quatro vezes e mulher escapa de tentativa de feminicídio em Blumenau

Um caso de violência doméstica quase acaba em tragédia na noite deste domingo, em Blumenau. A Polícia Militar atendeu a ocorrência por volta das 21h, na Rua Hildo Kasulke, no bairro Fortaleza Alta.

Segundo relato da vítima à PM, o companheiro chegou em casa e teria agredido ela com socos no rosto e chutes nas pernas. Logo depois, o homem teria apontado um revólver para a vítima e apertado o gatilho por quatro vezes, mas a arma teria falhado.

A jovem de 20 anos conseguiu fugir e em seguida encontrou uma viatura que fazia rondas pela região. Os policiais foram até a residência, momento que o suspeito teria se trancado na casa com as duas filhas menores do casal.

Os agentes tentaram convencer o homem para abrir a porta, mas sem sucesso. Ospoliciais tiveram que arrombar o local. O suspeito foi preso e a arma relatada pela vítima não foi encontrada. Logo depois, um vizinho teria relatado aos policiais que pegou o revólver e que estaria na residência dele.

A PM foi até o local e teriam encontrado a arma que estava com cinco munições, sendo que quatro estavam com as espoletas marcadas pelo percursor do revólver, confirmando as tentativas falhas de disparo.

O revólver foi apreendido pelos policiais e o homem foi levado à Central de Polícia.

Números importantes

Polícia Militar

- Telefone 190: quando presenciar ou vivenciar algum episódio de violência contra a mulher.

Rede Catarina

- Telefone 3221-7332 e e-mail [email protected]: para receber acompanhamento da polícia ou buscar orientação sobre as ferramentas de proteção à mulher.

Central de Atendimento para Mulher em Situação de Violência

- Telefone 180: para buscar orientação sobre direitos e serviços públicos à população feminina, bem como para denúncias ou relatos de violência.

Delegacia de Polícia de Proteção a Mulher, Criança e Adolescente

- Telefone 3329-8829: para registrar ocorrência de violência contra a mulher, bem como requerer medidas protetivas e iniciar processos contra agressores.?

Por NSC Total

Outras Notícias